Agrotóxico: Deputados ‘pró-vida’ aprovaram lei que facilita agrotóxicos associados a abortos

Quando se contacta com uma informação como esta, uma indignação toma conta de quem tem um mínimo de senso humano, tanto com relação aos seres humanos como com toda a vida que coabita conosco. Mostra como estes senhores parlamentares são cínicos, ignorantes e comprometidos com outra forma de vida que não de alguém que prega um certo cristianismo moralista, conservador, fundamentalista e reacionário. A ausência de ética básica fica escrachada no posicionamento desta bancada BBB (bala, bíblia e boi). Mais um peso que recai sobre o bolsonarismo que assola nosso país com o que poderíamos ter de pior em nossos corações e mentes. Leia mais

Emergência climática: Rios da Amazônia estão secando antes do esperado. É um mau sinal?

Mais uma matéria que vem nos alertar de que a situação global e, no caso do Brasil, está realmente preocupante. Qual a nossa parte e qual a dos dirigentes, tanto aqui como no mundo, além de nós indivíduos e consumidores, que não conseguimos dar um basta a todo este descalabro? Cada um que reflita sua parte e que sejamos consequentes para os estão vindo depois de nós. Leia mais

Ecologia: Para salvar a Amazônia, não deveríamos ouvir quem vive lá?

Belo exemplo de como a comunidade pode e deve se integrar para, como Seres Coletivos, em sua individualidade, formarem um bloco com força política para se contraporem ao poderio dos lobbies que só defendem os interesses dos rentistas. Importante se mostar como ‘povo unido, jamais será vencido’. Mas infelizmente a população prefere a comodidade da ignorância e da impotência, além de se esconder via as influências de organizações religiosas fundamentalistas e retrógadas que acabam capturando a passividade do povo. Força e entusiasmo a cada uma e cada um dos participantes, ao demonstrarem de como os habitantes de toda a região sulamericana amazônica, na maioria povos originários, quilombolas, ribeirinhos e outros, têm energia para defenderem sua terra originário e, por tabela, todos nós, os negligentes e omissos. Leia mais

Agricultura: Até 25% da vegetação nativa do Brasil pode estar degradada, mostra MapBiomas

Este levantamento feito pelo MapBiomas é simplesmente o retrato de como temos, os imigrantes eurodescendentes e de outras origens, como invasores, feito com aquilo que chamamos, cinicamente, de nosso País. Aqui dá se ver como definitivamente não temos nenhum sentimento de amor pelo nosso patrimônio pátrio. Assim fica comprovado, tristemente, aquilo que dizemos, de forma bruta e grosseira, ‘de que não nascemos aqui, mas sim fomos abortados neste espaço hoje chamado Brasil’. E parece haver uma comprovação disso com estes dados. Está aí, escrachado na nossa frente. E mais lamentável ainda é ter parte da população que se diz ‘nacionalista e patriota’. Mas será que isso não está demonstrando de que não sabemos onde estamos e o que estamos fazendo com as nossas riquezas? Verdadeiramente? Leia mais

Tradições: Cidades – convite a outras cosmovisões

Temos que sair desta monocultura intelectual eurocêntrica e ocidental. Que sejamos inteligentes e nos associemos à nossa maravilhosa diversidade cultural, de inteligências e do mundo fático que recebemos de ‘presente’ nos dias de hoje, porque diferente de outras nações das Américas, não tivemos ‘tempo’ de exterminarmos, como elas fizeram, todas as etnias que sempre viveram nas três Américas. Que sejamos humanos suficiente e o humildes o bastante, para abrirmos nossos corações e mentes para estas outras visões de mundo e de integração com as manifestações da natureza. E então aprendamos, todos os eurodescendentes e de outros ancestrais imigrantes e colonizadores, o que estas outras ‘faces’ da humanidade planetária têm para nos ensinar. Que sejamos mais acolhedores e não tão excludentes com aqueles que não tiveram todas as chances que recebemos da exploração autoritária de nosso país, praticada pelos nossos ancestrais. Com certeza, todos teremos muito a aprender para transformarmos esta trágica situação que vive a maioria de nossos conterrâneos, muitos já ultrapassando os limites mínimos de dignidade humana. Leia mais

Globalização: O mito do livre comércio

Só quem acompanhou a passagem do GATT para a OMC, deve lembrar como todas as críticas que denunciavam exatamente o que o professor trata nesta matéria, foram taxadas de ‘comunistas’, ‘desagradoras’, ‘retrógadas’ e assim foi? O triste é que agora fica comprovado de que a criação da OMC foi mais um ato autoritário, arrogante e prepotente do mundo corporativo, destacadamente do EUA. E perfeitamente atrelados à doutrina do supremacismo braco e do capitalismo indigno e defasto. Mas, vamos lá: será que não estamos vendo o mesmo com relação às BIG OILs, ao trumpismo e toda essa catrefa na discussão sobre a emergência climática? E que os negacionistas do Brasil, não estão seguindo a mesma cartilha de favorecer o capital internacional em detrimento do povo brasileiro? E que estes negacionistas hoje estão na corrente chamada de ‘direita ou extrema-direita’ com o ‘agro’ também capitaneando esta cruzada contra todos nós? Leia mais

Agrotóxico: Exportação de agrotóxicos banidos na UE segue em alta

Ao se ver esta matéria da empresa pública da mídia alemã, DW, cosntata-se que somos nós mesmos, por omissão ou conivência, que decidimos ser intoxicados por aquilo que tem de pior pela importação de venenos agrícolas tóxicos, dos países onde são fabricados. Assim, quando tratamos o ‘agronegócio’ de ‘agronecrócio’ já que lida com a morte e não com alimentos, parece que estamos realtivamente certos. Ou não? O ‘agro’ realmente é tec e é pop? A realidade que nos chega, parece demonstrar que não. Pode ser tudo, menos popular e técnico já que só sobrevive porque opta pela morte e não pela integração com a Vida e a nutrição. Agora cada um pode escolher seu caminho. Os dados e as informações estão aí, disponíveis e em português, podendo cada um e todos entenderem o que está escrachado que o ‘agro’ faz. Leia mais

Emergência climática: Na China, 242 mil pessoas evacuadas devido às chuvas torrenciais

Para os negacionistas de todas as estirpes e que consideram que o que tem acontecido no Brasil de norte a sul, com cheias e secas despropositadas e criminosas queimadas, basta ver essa imagem dessa cidade da China. Será uma réplica de Porto Alegre? Ainda os que acreditam que estamos sob os efeitos devastadores da emergência climática, somos muito tímidos e acanhados. Mesmo os que perderam tudo parecendo acuados, se enquistam, se encolhem. Mas será que não chegou a hora de exigirmos dos que têm os poderes, político econômico e social, que alterem sua fome insaciável de fantasmas famintos, por mais poder, mais dinheiro e que é a população em massa que vive os danos irreversíveis? A escolha e a ação estão nas mãos da população que deve ir às ruas e clamar por mais solidariedade, não de doações, imprescindíveis, mas por potíticas públicas que alterem definitivamente esse descalabro climático que o planeta vive exatamente pelas ações destes insaciáveis insanos e cruéis nababos. Leia mais

Ecologia: A floresta que teve direitos equiparados aos de uma pessoa

Um belo exemplo de como reconhecer que sem os espaços ambientalmente conservados não terá futuro para a humanidade. É um breque do furor de exploração de todos os bens dos ecossistemas até sua exaustão. E a matéria é importante porque também nos traz como esse aspecto de se reconhecer de que os espaços que ainda tem sua integridade de todas as vidas, vivas, com personalidade jurídica, irá, sem dúvida, frear os fantasmas famintos que querem numa geração se for possível, sorver e exaurir todo o planeta. Honramos cada um e todos eles! Leia mais