Pampa, um ponto de encontro de aves migratórias.

Print Friendly, PDF & Email
Aves Do Pampa

Aves do .

O , que engloba parte do Rio Grande do Sul, no , parte da Argentina e todo o Uruguai, é o habitat de várias espécies de aves migratórias. A sobrevivência dessas espécies depende da conservação das áreas úmidas e da vegetação campestre.

Dentre elas, destacam-se o maçarico-acanelado (Calidris subruficollis), que se reproduz na região ártica da América do Norte, e voa por dias até chegar ao bioma. Ela é considerada vulnerável à extinção, na Lista Nacional de Espécies Ameaçadas.

Outra ave que passa uma época do ano nas terras gaúchas é o caboclinho-de-papo-branco (Sporophila palustris), que migra a partir do , no Brasil central, e vive em áreas pantanosas e capinzais úmidos.

Para compreender os impactos das transformações do Pampa e de outros biomas na conservação dessas espécies, é necessário monitorar seus hábitats de forma integrada.

O MapBiomas auxilia nessa compreensão com seus mapas e dados anuais de cobertura e uso da terra do Brasil (desde 1985), do Pampa Trinacional (desde 2000) e de outros biomas do continente, abrangendo 12 países da América do Sul.

MapBiomas: mapbiomas.org MapBiomas

Pampa: pampa.mapbiomas.org

Produção: âmbarfilmes.com.br

Este vídeo faz parte da série MapBiomas Brasil 30×30 metros.

Nestes documentários, são apresentados aplicações de uso dos dados do MapBiomas sobre as transformações no território brasileiro desde 1985.

Gosta do nosso conteúdo?
Receba atualizações do site.
Também detestamos SPAM. Nunca compartilharemos ou venderemos seu email. É nosso acordo.