Tag: Ecologia

África e o árido

Muralha de árvores africana – objetivo: lutar contra os efeitos das mudanças climáticas pela reversão da desertificação.

Continue Lendo

Lutzenberger e a preservação da Vida

Documentário que nos traz um aspecto muito pouco apreendido que é a conexão entre os sonhos, os comportamentos e as escolhas da criança, no caso do Lutz, e a formação de sua visão de mundo como um homem adulto.

Continue Lendo

Natural versus sintético

Natural versus sintético. Enfim a grande descoberta por quem criou estes materiais. Sim, os sintéticos, como estão hoje, nunca se degradarão como os naturais. 

Continue Lendo

Em memória de Antônio Cechin.

Em memória de Antônio Cechin, expresso meu agradecimento e meu reconhecimento a esta voz que expressava a concretude do amor ao próximo e ao longínquo, ao semelhante e ao diverso, ao uno e ao múltiplo, ao divino e ao terreno. Administrador do website, Luiz Jacques Saldanha.

 

http://www.ihu.unisinos.br/562412-em-memoria-de-antonio-cechin-querido-amigo-enfim-chegando-a-terra-sem-males

 

Em nota, o  Cimi, 16-11-2016, lamenta e presta homenagem ao marista Antônio Cecchin, um dos criadores das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) no Rio Grande do Sul, falecido na manhã desta quarta-feira (16), em Porto Alegre (RS), aos 89 anos.

Cecchin influenciou diversas gerações de militantes e agentes pastorais no Rio Grande do Sul e teve papel importante na criação da Romaria da Terra, da Romaria das Águas, além de idealizar a missa em honra ao líder Guarani São Sepé Tiaraju. Chegou a ser perseguido pela ditadura militar, preso e torturado.


Fonte: Cimi.

Cecchin foi, ainda, assessor do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST), enquanto esse estava ligado às Comunidades Eclesiais de Base. Com base em sua experiência em movimentos sociais, escreveu o livro “Empoderamento Popular: uma pedagogia de libertação”, publicado em 2010 pela editora Estef. Mais recentemente, vinha atuando como Agente de Pastoral em diversas periferias da região metropolitana de Porto Alegre junto a comunidades de catadores e recicladores.

Nos últimos dez anos, o irmão Cecchin atuou de forma decisiva para a realização do evento Sepé Tiaraju, já tradicional encontro dos Guarani Mbya, no qual este povo – junto de outras populações Guarani do Brasil, Argentina, Bolívia e Paraguai, e também dos Kaingang – se reúne anualmente no mesmo local onde Sepé foi morto numa emboscada, há 260 anos, no município de São Gabriel (RS). Além disso, foi um impulsionador das bicicletadas, na qual percorre-se anualmente, no interior do Rio Grande do Sul, os caminhos que Sepé Tiaraju fazia no século XVIII, denominados hoje de “caminhos de São Sepé”.

O irmão marista sempre acompanhou de perto a atuação do Cimi e a realidade dos povos indígenas no Sul do país. A primeira Romaria da Terra organizada por ele, ainda na década de 1970, teve como tema a situação dos povos indígenas no Brasil e sua luta por suas terras tradicionais.

Leia, abaixo, homenagem do Cimi ao irmão Antônio Cecchin.

Querido amigo, enfim chegando na Terra Sem Males!

Irmão Antônio,
Profeta dos catadores e carroceiros
Profeta da ecologia, das CEBS, dos Sem Terra
Apaixonado pelas causas dos excluídos
Seguiu para a morada celestial!

Lá confraternizará, com lutadores e lutadoras, a vida doada
Será acariciado e acolhido com o carinho eterno
Estará com outros profetas
Que, assim como você, deram testemunhos de vida
Ofertadas exclusivamente às lutas por justiça e dignidade.

Lá estará com os torturados, os exilados, os perseguidos, os desaparecidos
Reencontrará os mártires da caminhada
As mulheres e homens das CEB’s, os catadores, ecologistas
Os indígenas, quilombolas, camponêses, sem teto
Lá estará com Sepé Tiaraju líder, santo e guia na busca da terra sem males.

Lá será um SER DE LUZ, um ENCANTADO
A interceder pelos que aqui permanecem
Lutando contra a intolerância, o preconceito, a discriminação
Contra a criminalização, a exploração e a exclusão
Combatendo a devastação, a contaminação, a concentração dos bens da terra.

Permaneceremos pelos caminhos que ajudou a construir
Por uma sociedade plena de justiça e solidariedade
Respeitosa nas diferenças e igualitária em direitos
Por um outro mundo possível
Pelo BEM VIVER.

ATÉ O REENCONTRO, querido Amigo!

Leia mais

Tiros na lavoura de soja

Tiros na lavoura de soja. A Alemanha tem relação direta com isso. 6,4 milhões de toneladas de grãos e farelo de soja foram importados, além de empresas como Bayer e a BASF fazem consideráveis lucros vendendo fertilizantes e agrotóxicos no Brasil.

Continue Lendo